Home Urologia Pediatrica
Contactos
Curriculum
Clinicas
Urologia Pediatrica
 
Hematúria - Sangue na urina

O sangue na urina pode ser visível a olho nu - hematúria macroscópica, ou só ser detectado em análise de urina - hematúria microscópica.

As causas de hematúria são inúmeras e não é prático nem útil descrevê-las todas aqui.

Podemos considerar 9 grandes grupos:

A - Glomerulonefrite: É um processo inflamatório dos glomérulos renais, com destruição dos mesmos, em resultado de uma reacção imunitária a outras doenças, em particular infecções. Pode haver hematúria microscópica ou macroscópica (urina escura, cor de vinho do Porto), com proteinúria e edemas generalizados. Na análise do sedimento urinário encontram-se cilindros de glóbulos vermelhos. Este problema deve ser investigado e tratado por Nefrologista Pediátrico.

B - Cistite cística: É um processo inflamatório da bexiga, com formação de pequenas vesículas, em resultado de uma reacção imunitária.

C - Infecção urinária (ver secção correspondente): A colonização da urina por bactérias ou fungos vai provocar uma reacção inflamatória do aparelho urinário, com possibilidade de hemorragia. A cistite hemorrágica corresponde a esse processo, muito intenso ao nível da bexiga.

Ampliar
Aspecto endoscópico de uma bexiga normal
   Ampliar
Aspecto endoscópico de bexiga muito inflamada - cistite hemorrágica
   
Ampliar
Aspecto endoscópico de bexiga inflamada e com pequenas vesículas - cistite cística
   

D - Infestação da bexiga por ovos de parasitas: A schistosomíase ou bilharziose é uma doença crónica provocada por um parasita chamado Shistosoma, com várias espécies. A variedade haematobium vive em caracóis de água doce em África, Ásia e América do Sul. Dos caracóis passa para os humanos, através da pele, e fixa-se na porção terminal do intestino. Os ovos são eliminados pela urina, depois de atravessarem a bexiga. Esses ovos podem ser vistos na urina ou na parede da bexiga, por endoscopia. A longo prazo provocam carcinomas da bexiga. O tratamento é feito com Praziquantel, de forma crónica, todos os anos.

Ampliar
Aspecto endoscópico de uma bexiga infestada de ovos de Schistosoma haematobium (bolinhas e manchas amareladas), com intensa reacção inflamatória.
   

E - Cálculos urinários (ver secção correspondente): Podem causar inflamação ou erosão do endotélio do aparelho urinário, com perda de sangue.

Ampliar
Fragmentos de cálculo renal de grandes dimensões, fragmentado por litotrícia extracorporal. É notório o aspecto agressivo destes fragmentos.
   

F - Tumores do aparelho urinário (ver secção correspondente): Quer a vascularização do tumor, quer o processo inflamatório da bexiga junto ao tumor, podem sangrar.

Ampliar
Aspecto endoscópico de uma bexiga com um tumor, em que são visíveis formações polipoides muito vascularizadas, que sangram facilmente.
   

G - Traumatismos do aparelho urinário (ver secção correspondente): Qualquer lesão traumática do aparelho urinário pode ocasionar hemorragia.

H - Exercício violento: Provoca um maior afluxo de sangue aos rins, que ficam mais susceptiveis a pequenas roturas de esforço. Por outro lado, se a bexiga estiver hiperdistendida durante a realização de um exercício físico, pode ter minúsculas roturas dos seus vasos sanguíneos superficiais.

I - Reacção inflamatória da bexiga durante a administração de quimioterapia para tratamento de tumores: A ciclofosfamida é o agente mais irritante, provocando cistite hemorrágica. A hematúria pode ser ligeira, mas podem existir hemorragias macissas, com necessidade de reposição de sangue com transfusões sanguíneas. O problema desaparece algum tempo depois de acabar o tratamento com citostáticos.